domingo, 31 de julho de 2011

Grito


Hoje à noite sinto-me a um milhão de quilómetros de distância. Quando estou longe, quero ficar perto. Nunca nos ensinam a lidar com os sentimentos. Os tempos em que o Mundo cai aos pedaços, fazem de nós quem somos.

Senti que me querias, mas o escuro do teu olhar nada disso dizia. Aproximei-me de ti, muito lentamente, a tua mão estava rija, o teu olhar nem com o meu se queria cruzar. Arrepiei-me. Agarrei-te, e com o olhar supliquei por um beijo teu.. Sussurrei-te palavras, frases, sentimentos verdadeiros.. Abraço o teu corpo..

Quando te olho, fico à espera do teu sorriso.
Sustenho o meu grito..

Hoje recebi um email do Banco Santander, S.A.. O objectivo principal deste email seria a realização de uma actualização de segurança da minha conta. Facilmente deduzi que este mesmo email seria falso, uma vez que não possuo nenhuma conta nesta entidade bancária. Simples e fácil.

sábado, 30 de julho de 2011

Entende o Mundo

Como é que eu explico isto?

Já alguém dizia que “para entendermos o Mundo, precisamos virá-lo do avesso”. A verdade é que do nada passei a precisar de tudo.. “De repente” senti a maior necessidade do Mundo em conhecer-te mais, passei a correr atrás do tempo, pensei mais em ti, moldei as palavras e procurei dar-lhes o sentido certo. Acredita em mim, eu quero ficar perto de ti. Preciso de outro dia contigo. Preciso desta vida e da próxima.

Ultrapassei a chamada barreira da amizade. Aquele ponto proibido.. Por muito que me esforce, que ela apenas é e deve ser uma amiga, o meu ser revolta-se e pede mais, muito mais do que aquela amizade. É nestes momentos que me sinto revoltado comigo mesmo.

Porque será que mudou tanto a minha vida?

Hoje foi dia de limpeza. 
À tarde, PRAIA! 

Penso que começo a desligar-me de tudo gradualmente. Um dia custará menos.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Louco Sonhador


Eu ainda te amo, mas não posso deixar que este amor me deprima.
Eu ainda te quero, mas não sei se tenho forças para te continuar a procurar.
Eu ainda penso em ti, mas quando penso demasiadamente, tento esquecer.
Só queria que eliminasses o “mas”..

Somos pessoas. Possuímos sentimentos.
Erramos e por vezes amamos quem não merece.

Será esta corrida atrás do tempo uma ilusão?

Lembro-me dos passos que dei ontem à noite, lembro-me de ter sorrido quando olhaste para mim, lembro-me de sorrir a cada palavra tua, lembro-me de ficar feliz por estar próximo de ti.. E essa foi última noite, a última vez que te vi.

Dei demasiado de mim, e agora não sou capaz de tomar conta de mim. Dói demais o silêncio e todo este vazio. O que eu digo?! Sou um louco sonhador..

Hoje volto para a praia, volto a aproveitar o tórrido calor para “incinerar” pensamentos “tóxicos”.

Comecei também a ponderar hipóteses para quando terminar o curso, e parece mesmo que há algumas, em termos gerais. Fiquei interessado na Esquadra 751 da Força Aérea Portuguesa, de Busca e Salvamento. O facto de integrar enfermeiros na sua componente operacional, faz dela uma ideia para pensar. Mas vamos viver um dia de cada vez.

“Para que outros vivam”
*Lema da Esquadra 751 da FAP

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Sujeito Composto


O amor faz tantas mudanças na nossa vida. É tão difícil saber quem somos quando tudo muda em nosso redor..

Sei que às vezes digo coisas sem pensar. Necessito parar e pensar, sobre tudo, sobre a vida, sobre quem sou, sobre a realidade ou aquilo que afinal é apenas fruto da minha imaginação.

Como a presença de certas pessoas faz falta, e mais ainda quando partem sem a nossa vontade.
Tudo acontece no momento certo, eu sei que não devo esperar que aconteça, mas se acontecer, quero fazer valer a pena.
Perco-me no tempo a pensar. Ninguém sabe o tempo que demorei a acabar com as minhas dúvidas. Nunca saberás se nunca tentares. Desafio-te, perde-te no tempo comigo..

Se achas que precisas voltar, volta. Se perceberes que precisas seguir, segue. Se estiver tudo errado, começa novamente. Se estiver tudo certo, continua. Um dia isto será tudo esperança..

“Doí muito dizer que sim, doí menos dizer que não..” Será?

Hoje é dia de passeio e compras! Hoje troco a praia pelas lojas, só para variar um pouco.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sinal de Fogo


E começou a espera paciente por um sinal que me faça continuar este caminho. A verdade é que algo já aconteceu ontem, mas mais uma vez temo estar a fazer interpretações erradas do que se afigura o amor.
Tenho medo de estar a acreditar numa realidade que é apenas minha. As ideias fluem, o tempo não pára, e a vontade não cessa. Vou simplesmente acreditar nessa realidade, e fazer dela a razão.

Tem estado um tempo normal na chamada “Terra Quente”, Sol e alguma brisa de ar quente. Tenho aproveitado estes dias para ir para o rio e desfrutar do Verão e das férias, se bem que sinto a falta de algo.. Talvez de um coração tranquilo.

 
Tenho também aproveitado para colocar a leitura em dia, não de jornais nem livros, mas particularmente de um blog, “enfermeiroUK”. Parece-me bastante interessante para quem estuda enfermagem. A perspectiva real de uma vida no estrangeiro na 1ª pessoa, é realmente fantástica. A forma como são descritos os pormenores, a sua cultura e hábitos, torna realmente apetecível uma visita ao Reino Unido e quiçá algo mais.



Hoje à noite tempo ainda para uma visita às Festas de Mirandela, que continuam com o concurso de Bandas.

E já agora, Lipa, manda mais Telegramas de Chocolate!

terça-feira, 26 de julho de 2011

My Sweets 4 U


É verdade que comemorei no passado sábado 21 Verões, mas chegou apenas hoje uma prenda, bem, uma surpresa pelo correio..

Era uma encomenda muito bem selada numa caixa de esferovite, sem remetente, apenas da empresa fabricante. A caixa não era pesada, mas estava “fria”. Agarrei no X-acto e comecei então a cortar cada tira de fita-cola que unia a tampa ao resto da caixa sob os olhares atentos da minha mãe que me entregou a encomenda após ter assinado o papel do carteiro.

Tirei a tampa, e reparei numa espécie de cuvete de gelo, daí o frio. Por debaixo estava uma caixa envolvida em mais algumas destas cuvetes. Um telegrama de chocolate! Já tinha ouvido falar, mas na verdade nunca tinha visto nenhum. O seu interior continha a palavra “Parabéns”, correspondendo cada letra a um cubo de chocolate. “Nunca as palavras foram tão doces”!





Agradeço à Lipa pela surpresa! Do fundo do coração, obrigado! Conseguiste surpreender-me..